Você sabe o que é sensor de detonação? Conheça sua função e saiba como ela influencia no sistema!

A função do sensor de detonação (basicamente um sensor de vibração) é a de transformar as vibrações mecânicas do motor em oscilações elétricas capazes de serem interpretadas pela unidade de comando.

A unidade consegue identificar e separar a detonação das outras fontes de vibrações mecânicas presentes no motor. A informação é enviada na forma de um sinal de tensão variável cujo valor depende da intensidade da vibração mecânica detectada.

Aplicação

Os sensores de detonação, instalados no bloco do motor, detectam todas as vibrações originadas nos componentes mecânicos. A detonação é uma delas.

A unidade de comando consegue separar as vibrações resultantes da detonação das outras, como folga de biela, pino, fechamento de válvulas, entre outras.

A aplicação do sensor de detonação aos modernos sistemas de ignição mapeada permite obter máximo proveito da potência oferecida. Desse modo, ao mesmo tempo, protege o motor dos possíveis danos causados pela detonação.

Detonação

A detonação é uma forma de combustão descontrolada que provoca perca de eficiência e pode resultar na destruição de elementos mecânicos. Ela é definida como um aumento rápido da pressão no cilindro, que acontece durante o processo de combustão.

Este fenômeno de detonação geralmente ocorre com altas pressões de coletor de admissão e o avanço excessivo da ignição.

Localização

O sensor está instalado no bloco do motor e é sensível as vibrações mecânicas provocadas pela detonação. Os motores de 4 cilindros possuem, geralmente, um sensor. Já os motores de 6 a 8 cilindros, possuem dois sensores.

Não funcionamento da peça

Há dois tipos de falhas que podem ocorrer no sensor de detonação:

  • Quando o defeito resulta em uma condição de falha “fora da faixa de operação” do sensor. Nesse caso, um código de falha é gravado na memória. Mas, é possível recuperar a peça utilizando um equipamento de teste (scanner). Neste caso, a unidade de comando aplica um avanço reduzido com o objetivo de evitar danos ao motor.
  • Quando o defeito resulta em uma condição de falha “dentro da faixa de operação” do sensor não há gravação de código de falha. Sendo assim, em cargas altas, acelerações ou alta rotação, pode aparecer o fenômeno de detonação.

Se quiser saber mais sobre o sensor de detonação, clique aqui e veja o vídeo da MTE Thomson! Entenda também qual o funcionamento do carburador clicando aqui!

Link de acompanhamento: https://www.dpk.com.br/sensor-de-detonacao-saiba-sua-funcao/trackback/

4 Comentário(s):

  • JOSE ELVIO
    abril 29, 2019

    Estou com um grande problema no meu nissan frontier,Porque quando eu ando legal como o meu carro e de repente ela perde a potencia, ai eu mande escanear e acusou esse sensor de detonação, queira saber se essa peca provaca isso mesmo de andar legal e de repente o carro fica fraco. e eu fico esperando mais de uma hora para o carro ficar legal de novo. agradeco- sera que e essa peca mesmo que causa tudo isso?

    Responder
    • Fernando GS
      novembro 16, 2019

      José Elvio, tenho um Celta VHCe 2010 que apresenta um problema parecido com o do seu carro. Há anos estou tentando resolver, levei a vários mecânicos e ninguém consegue arrumar. Acende a luz da injeção, o carro perde potência e ainda corta a rotação aos 4.000 rpm. Você teve algum sucesso com o seu carro?

      Responder
      • Aline
        janeiro 15, 2020

        Tenho isso no meu Gol G5, falaram desse sensor, seria isso msm? Alguém trocou e viu resultado?

        Responder
  • Elaine
    fevereiro 12, 2020

    Isso faz o carro gastar mais combustível?

    Responder

Comentar:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *