Plataforma Maxxi Trainning que já ofereceu mais de 690 treinamentos completou uma década com evento que debateu assuntos do setor veicular e da mobilidade

No dia do cliente, 15 de setembro, o Maxxi Trainning, iniciativa de educação do grupo DPaschoal, realizou o evento ROTA 2025 em comemoração aos 10 anos de atuação. E como a base do projeto que começou há uma década com a proposta de distribuir conhecimento técnico e gestão automotiva de maneira gratuita, colaborativa e com qualidade, o evento também trouxe a mesma essência. O primeiro palestrante a explanar foi Luis Norberto Pascoal, diretor-presidente da DPaschoal.

Com muito entusiasmo e relembrando como vislumbrou o Maxxi Trainning em uma feira do segmento automotivo na Alemanha, o executivo disse que o modelo de ensino da DPaschoal pode servir de base para o desenvolvimento de todo país, pelo simples fato de existir a possibilidade da troca de informação e do aprendizado independente das “fronteiras” de distância. Ele acrescentou também que a ideia nasceu para dar suporte aos mecânicos e oficinas de todos o país. “Imagine montar salas de aulas de especialização em cada local do Brasil”, refletiu ele e perguntou aos ouvintes.

Pascoal disse que é necessária uma política de inclusão, onde todos possam trabalhar, oferecer serviços e estudar. Uma das soluções colocadas por ele é a de incentivar que aposentados, que já atuaram com excelência no mercado de trabalho, ensinem jovens que estão fora do de instituições de ensino ou desempregados a atuarem em alguma frente. “Incentivar pessoas mais idosas e experientes a ensinar adolescentes, estaríamos contribuindo com a ocupação e perspectivas de renda para transformar as comunidades”, defende.

O executivo contou que desde os 16 anos esteve próximo aos negócios da família e sempre preocupado com a sociedade e as pessoas em torno. “É nesta questão que gosto de me colocar como empreendedor social, afinal, o empresário é aquele que enxerga somente a sua empresa e não cuida dos arredores. Não apoiar a mudança à sua volta é o mesmo que ter de elevar centímetros do seu muro de divisão a cada ano. A diferença social só vai aumentar”, disse ele.

Um pouco antes da conversa do diretor-presidente, o Maxxi Trainning também reconheceu no ROTA 2025 as empresas que mais ofereceram treinamentos desde de o surgimento do projeto. Cofap, Bosch e Mahle somaram cerca de 300 treinamentos. feito desde o começo.

O momento de celebração serviu ainda para apresentar duas grandes novidades, o novo website da iniciativa (www.maxxitrainning.com.br), que além do visual mais moderno e atual, oferece todas as ações educacionais e soluções disponíveis, e também um espaço para vídeos técnicos e reconhecimento dos apoiadores.

Outra inovação foi o lançamento do selo “Maxxi Educação Automotiva”, certificação que será concedida anualmente aos apoiadores da educação em conjunto com o Maxxi Trainning Academy.

A segunda palestra do dia trouxe a seguinte questão: O perfil do consumidor 4.0 em negócios automotivos. Quem fez a discussão foi Osvaldo Keller, Diretor de Tecnologia e Transformação Digital do Grupo DPaschoal. Antes de começar a conversar com o público ele mostrou modelos icônicos da indústria automotiva e de acordo com os anos de lançamentos. A frase seguinte para a reflexão foi a seguinte: apesar de mudarem tanto, os modelos continuam precisando de uma única característica, da manutenção. Com base na afirmação, o diretor ressaltou que mesmo com a mudança do perfil do consumidor durante os anos, os valores e as necessidades continuaram mudando apenas algumas características. Hoje, por exemplo, o carro está mais conectado com o restante das tarefas do dia a dia, porém ele continua precisando de energia, seja ela a combustão ou elétrica.

Um exemplo que ele trouxe para mostrar a essência daquilo que o motorista precisa foi o de um para-brisa sujo: “quando você dirige e não enxerga 100%, fica complicado entender o que está acontecendo. Após a limpeza tudo acaba ficando mais claro. Ou seja, a transparência é a principal ferramenta que diferencia o mercado e o consumidor”, finaliza.

Seguindo a ideia de entregar ao cliente o melhor serviço, Thomaz Moraes, Fundador e Educador na Sociall, trouxe o seguinte tema: Como atrair novos clientes com as mídias digitais? Um ponto que o comunicador falou é que não é interessante “panfletar” por meio do WhatsApp. Para ele, é essencial que o mecânico conheça o cliente e com quem está falando. Mandar mensagens aleatórias acaba afugentando potenciais consumidores. Outra dica importante colocada na apresentação é que sempre deve-se fazer uma pergunta ao final das mensagens, com o intuito de se gerar maior fluxo de conversas.

Se a explanação Moraes mostrou como trazer o cliente para a loja por meio das redes sociais, a de Claudio Agnello, Gerente de Vendas São Paulo da Cofap, mostrou como deve ser feita a Fidelização de clientes para gerar resultados. Na apresentação, ele defendeu que cativar o consumidor apenas pelo preço mais baixo é arriscado, pois ao aparecer algo mais em conta na concorrência, a primeira coisa que o cliente faz é efetuar a troca da loja. Outros pontos elencados foram sobre a maneira de tratar aqueles que entram no estabelecimento. “Preste atenção no que o outro quer e não o trate como inimigo, pois ele pode acabar de fato se tornando um”, finaliza.

As duas palestras do SEBRAE sobre Gestão de custos para o seu negócio e Precificação na prática também trouxeram pontos de atenção, como a importância de avaliar o real preço dos serviços oferecido, bem como a de calcular as margens de lucros e custos.

Já Cristiano Ferreira, consultor técnico da SKF, trouxe a seguinte questão: Como agregar valor nas suas vendas e negociações? Entre os pontos elencados pelo palestrante estiveram: agregar valor é oferecer uma experiência diferenciada ao cliente, através de produtos ou serviços. “Esse tipo de estratégia é essencial para todos os empreendedores que buscam se destacar em meio aos concorrentes, mas para fazer isso você deve conhecer seu público-alvo e procurar entender as dores. Hoje não dá para você chegar em uma oficina e ela ter pouca iluminação, banheiro sujo e ausência de um espaço para café”, exemplifica.

Para aprimorar o assunto de Ferreira, Denilson Alves, especialista em diagnóstico automotivo, mostrou em sua palestra o Diagnóstico correto como ferramenta para alavancar resultados. O palestrante que atua na Bosch, na área de engenharia e no desenvolvimento de software para scanners automotivos, mostrou a importância de o reparador ter na oficina, equipamentos como scanners de análises e osciloscópio. O especialista também apresentou o tempo que pode ser otimizado com o uso dessas ferramentas e a precisão de funcionamento, reforçou que a calibração dos sistemas ADAS será uma nova tendência para os próximos anos.

Emendando na tecnologia e nas ferramentas, Daniel Falcade da KMAXX, contou como o Aumento da produtividade através de informações padronizadas e de ferramentas on-line facilitam reparadores e mecânicos a encontrarem peças corretas e com exatidão. “Todos nós sabemos o tamanho do prejuízo que é ter um produto no estoque que provavelmente não será aplicado tão cedo em um veículo”, reforça.

O dia de aprendizados se encerrou com a palestra de Aline Sirotto. Ela é referência em estruturação de equipes e produtividade, tem mais de dez anos de experiência como gestora de equipes. A proposta de debate dela foi: Qual o combustível que te move? O autodesenvolvimento é fundamental para a jornada que começamos hoje. Com isso, ela fez um exercício de reflexão entre os participantes e os colocando para pensar sobre o que gostariam de ter como dinâmica para o dia a dia. “Como vocês acordam, motivados e aproveitando cada minuto do dia? Ou se levantam já pensando em ficar livre de todas as tarefas, com o intuito de acabar logo o dia!?”, provocou.

Com isso, a edição se encerrou. Foram 7h de muito aprendizado e estímulos para incentivar mecânicos, reparadores e empresários do segmento veicular de todo o país. O evento envolveu mais de 1500 pessoas e todas as interações foram respondidas. Também foi elaborado um roteiro ilustrativo com tudo o que foi explanado durante o dia. A ideia é que ele sirva de apoio prático, para que todos mantenham os aprendizados em mente e de fácil de consulta.

Sobre o Maxxi Trainning

O Maxxi Trainning surgiu em agosto de 2011, diante da necessidade de capacitação e atualização técnica dos profissionais do setor automotivo brasileiro. “A nossa proposta é uma resposta à complexidade técnica da indústria automotiva, que aumenta diariamente face às novas tecnologias e as exigências do mercado consumidor. Com o Maxxi Trainning, o setor terá acesso às informações que hoje estão restritas a uma minoria”, explica o Presidente da Companhia DPaschoal de Participações, Luis Norberto Pascoal.

Até o momento foram realizadas mais de 690 edições de treinamentos presenciais (Feira do Conhecimento Técnico), todas oferecendo capacitação gratuita aos mecânicos. Nestes 9 anos foram mais de 130 mil certificações. Esta é uma das maiores movimentações de “educação profissional” do segmento automotivo brasileiro.

“O mecânico devidamente capacitado fará uma instalação mais eficiente, identificará avarias mais técnicas, aconselhará adequadamente o cliente e terá maior atenção às questões de responsabilidade ambiental, como o descarte correto de peças inservíveis e a troca de componentes apenas quando, de fato, houver necessidade”, diz o Gerente do Maxxi Trainning, Leandro Mateus Vanni.

Veja também: Como capacitar-se em meio das inovações do segmento automotivo!

Link de acompanhamento: https://www.dpk.com.br/rota-2025-celebra-10-anos-do-maxxi-trainning-mostrando-as-principais-tendencias-do-segmento/trackback/

Comentar:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *