Calibrar os pneus é um importante procedimento para a economia de combustível e segurança. 

A única coisa entre você e o asfalto são os seus pneus, não é mesmo? Por isso, cuidar desta parte do veículo é fundamental para sua segurança e economia.

Manter a pressão adequada, ou seja, conforme o manual do veículo, é a manutenção mais importante e barata para os seus pneus. A atitude de “calibrar” os pneus é tão nobre quanto abastecer o veículo. Parece exagero? Acredite, não é!

23.01 Calibragem de pneus 1

Infelizmente 1 em cada 3 veículos encontrados nas ruas está com pressão abaixo do especificado pelo fabricante. Menos de 19% dos motoristas checam a pressão dos pneus regularmente.

Abaixo alguns pontos impactantes sobre a falta de manutenção da pressão correta dos pneus:

  • Os pneus atuais perdem cerca de 1 libra de pressão todo mês. Isso considerando que as válvulas de segurança (os biquinhos de borracha) estão em ordem e que o assentamento das rodas também está bom, pois caso contrário a perda aumenta muito.
  • A cada 1 libra a menos de pressão no pneu o consumo de combustível pode aumentar em até 0,3% por quilômetro rodado. Façamos uma conta simples: 4 pneus com pressão recomendada de 35 libras, estão rodando com 25 libras cada um, ou seja, 10 libras a menos em cada pneu. Quando somado, o resultado chega a um total de 40 libras a menos no conjunto todo. Isto fará seu veículo consumir até 12% a mais de combustível. O que equivale a desperdiçar 1 tanque inteiro a cada aproximadamente 8 tanques de combustível.
  • Segundo o Departamento de Transporte norte americano, veículos que rodam com 25% abaixo da pressão recomendada dos pneus possuem vezes mais chances de se envolverem em acidentes.
  • Poucas libras a menos no pneu podem afetar a dirigibilidade do veículo e a distância de frenagem pode ser aumentada. Isto tudo pode se agravar com a inexperiência do motorista e condições de mal tempo, por exemplo.
  • Válvulas de segurança (os biquinhos de borracha), sofrem com a incidência de chuva, sol, sujeira e falta da tampinha. Tais condições geram trincas na borracha e corrosão no núcleo metálico da válvula. Resultado: perca acelerada da pressão nos pneus.
  • Quando o pneu trabalha com pressão abaixo do recomendado ele gera mais calor na região do costado (nas laterais) em função do maior número de micro flexões. Calor moderado e constante nos pneus faz com que ele se desgaste mais rápido, ou seja, vai rodar menos. Se rodar muito murcho e gerar muito calor, esta combinação pode fazer o pneu estourar. Acredito que muitos já viram (ou ouviram) pneus de caminhão estourar pelas estradas. Aquilo geralmente é uma combinação de pressão baixa, sobre carga e temperatura elevada.
  • A variação de pressão dos seus pneus pode ser de até 2% da pressão recomendada a cada 10°C de aumento da temperatura. Isto significa que um pneu com 34 libras pela manhã e com 15°C de temperatura interna, pode chegar até 37 libras rodando numa rodovia na parte da tarde e com 60°C de temperatura interna no pneu.

23.01 Calibragem de pneus 2

Se você quer evitar os riscos e prejuízos que foram mencionados, sugerimos que preste muita atenção nas dicas a seguir e comece a pratica-las imediatamente:

  • Verifique a pressão dos pneus a cada 15 – passe num posto ou em um autocentro.
  • Não siga pressões “padrão”. Cada veículo tem sua pressão recomendada pelo fabricante. Ela está disponível no manual do proprietário e na coluna da porta do motorista. Em alguns casos também está atrás da tampa do bocal de abastecimento.
  • Verifique a pressão do estepe a cada 60. Nós nunca sabemos quando iremos precisar deste pneu “extra”, e seria muito desagradável ele estar murcho no exato momento de nossa necessidade.
  • Verifique se você está rodando “vazio” ou “carregado”. A maioria dos fabricantes de veículos variam a pressão dos pneus em função do peso transportado no automóvel.
  • Faça a calibragem com os pneus “frios”. Quando você roda muito com o veículo a temperatura aumenta, o ar dentro do pneu expande e você vai medir uma pressão acima do “real”.

Eng. Eliel Bartels

Head de Engenharia & Inovação

Link de acompanhamento: https://www.dpk.com.br/importancia-de-calibrar-os-pneus/trackback/

Comentar:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *