A principal característica que leva os motoristas a escolherem câmbios automatizados, automáticos ou CVT é o conforto, já que eles eliminam a necessidade pisar na embreagem e permitem que as marchas sejam trocadas sem ação alguma do motorista.

Veja agora as principais diferenças entre esses câmbios!

Automatizado

É a versão mais barata do câmbio automático. Na realidade é um câmbio convencional manual que possui um sistema robotizado, chamado atuador hidráulico, que realiza as trocas de marcha sempre que o sistema eletrônico avalia o momento correto.

O sistema funciona relativamente bem, mas as trocas acabam tendo mais trancos do que o câmbio automático tradicional.

Autómatico

Seu funcionamento é mais complexo do que um câmbio manual e é elogiado pois geralmente suas trocas de marcha são mais suaves, isso porque o conversor de torque executa um acoplamento fluído. Possui um pequeno conjunto de engrenagens em uma única peça que trabalha junto com o conversor de torque, que acopla o motor à aixa de transmissão, funcionando como uma embreagem.

Automatizado de dupla embreagem

As duas embreagens atuam no lugar do converso de torque de um automático e um disco de embragem maior aciona todas as marchas pares e amarcha de ré, enquanto o menor é responsável pelas ímpares.

Já nas caixas de dupla embreagem, como o nome deixa claro, são duas embreagens. Elas atuam no lugar do conversor de torque de um automático. Um disco de embreagem maior aciona todas as marchas pares e a marcha à ré, enquanto outro menor é responsável pelas ímpares. Em linhas gerais, enquanto uma marcha está engatada, a próxima já está pré-acionada. Assim, a troca acontece quase que de imediato.

CVT

Continuouly Variable Trasmission (Transmissão Continuamene Variável) é um câmbio que não tem marchas e sim polias, e por isso, o motorista não percebe as mudanças. A impressão que se tem é de que o carro tem apenas uma marcha.

As respostas dos CVT’s não são tão rápidas quanto do automático, portanto não promovem tanta emoção quanto. Em contrapartida, a trasmissão está sempre na faixa de aproveitamento máximo do motor.

Desempenho x Consumo (automático e automatizado)

Não saber a diferença entre esses dois câmbios é perigoso, já que alguns vendedores acabam informando errado, dizendo que um câmbio automatizado é automáticoe e pode proporcionar problemas futuros, já que necessitam de cuidados e olhares diferentes.

Os automatizados de dupla embreagem possuem um melhor desempenho, pelas trocas serem mais rápidas e um consumo menor de combutível.

Enquanto o automático, além de ser mais pesado, depende da energia do motor para funcionar portanto tende a ter um consumo mais alto.

 

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário!

 

Veja também: Explique as vantagens da lâmpada LED para seus clientes!

 

 

 

 

 

Link de acompanhamento: https://www.dpk.com.br/cambio-automotivo-automatizado-automatico-e-cvt/trackback/

2 Comentário(s):

  • accaar_@Hotmail. com
    agosto 27, 2020

    É sempre ótimo informações para podemos ter mais conhecimentos, e poder explicar,tirar dúvidas quando somos questionados de maneira segura na informação.

    Responder
    • Natalia Magaldi
      agosto 31, 2020

      Que legal saber isso! Esse retorno é muito importante para nós. Ficamos felizes em ajudar. Conte conosco sempre!

      Dia 15 de setembro iremos realizar o DPKonecta. Evento totalmente online, gratuito e para todos. O evento nasceu com o objetivo de compartilhar conhecimento com a cadeia automotiva de aftermarket. Na primeira edição do DPKonecta, traremos palestrantes de fábricas e profissionais especializados que abordarão assuntos como tecnologia, inovação, empreendedorismo e bem estar.

      Para se inscrever basta acessar o link: https://bit.ly/2QGeu8Y

      Responder

Comentar:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *